stickyimage

Leia mais Fechar
http://fatosnoticiasonline.com.br/wp-content/uploads/2014/09/Banner-site-curvas1.jpghttp://fatosnoticiasonline.com.br/wp-content/uploads/2014/09/Banner-site-curvas1.jpg


A Cidade de Mesquita encerra a Campanha “Outubro Rosa” 2014

Rio – A Cidade de Mesquita no Rio de Janeiro encerrou no dia 30  a Campanha do “Outubro Rosa” que tem como objetivo a conscientização e o combate ao câncer de mama.

Durante todo o mês instituições vinculadas à causa realizam diversas atividades para informar a população sobre a importância do diagnóstico precoce, sintomas, tratamentos e realização da mamografia. Este ano o lema da campanha é “Faça valer a lei dos 60 dias”, a Lei 12.732, de 2012, que garante aos pacientes o direito de começar o tratamento contra o câncer em até 60 dias após o diagnóstico, aumentando as chances de cura. Entre os vários tipos de câncer, o de mama é o segundo em número de casos no mundo inteiro e o mais frequente entre as mulheres. De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), a estimativa é que ocorram 57.120 novos casos da doença no Brasil este ano, e a taxa de mortalidade é alta em comparação a países desenvolvidos. O motivo? Diagnóstico tardio.

Fique atento! Mulheres acima dos 35 anos são mais propensas a desenvolverem a doença, mas o número de casos entre mulheres de 24 a 35 anos vem aumentando, segundo pesquisadores americanos. Fatores como histórico de câncer na família, menstruação precoce, menopausa tardia, obesidade, ingestão de bebidas alcoólicas e ausência de filhos contribuem para o surgimento da doença. E, apesar de mais comum no sexo feminino, os homens também podem desenvolver esse tipo de câncer. Cuide-se!

O INCA não recomenda o autoexame como única forma de detecção da doença. É necessária a realização de exames clínicos anuais e, a partir dos 40 anos, a mamografia. O Outubro Rosa é um movimento mundial que teve início nos Estados Unidos em outubro de 1997, quando algumas entidades de combate ao câncer começaram a realizar ações já alertando para a necessidade de se estar sempre atenta ao surgimento da doença para começar o tratamento o mais cedo o possível. No Brasil, a campanha chegou em 2008, organizada pela Femama (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama) e Associação Brasileira de Portadores de Câncer (Amucc) e é apoiada pelo VOL desde então.

Por: Rogerio Ramos

Rogerio Ramos
Sobre

Rogerio Ramos é Vice Presidente da AIERJ (Associação de Imprensa do Estado do Rio de Janeiro) e Diretor da Fator 3 Comunicação. "Sempre gostei de me comunicar e faço isso há muitos anos e de várias maneiras. Fazer com que as pessoas fiquem bem informadas é sempre um desafio para mim. Por isso criei o site Fatos Notícias On Line. E desejo que esse portal de informação e entretenimento alcance este objetivo". Contato: +55 (21) 96439-0928 Email: rogerio@fator3comunicacao.com.br

Comente

Required