stickyimage

Leia mais Fechar
http://fatosnoticiasonline.com.br/wp-content/uploads/2014/09/Banner-site-curvas1.jpghttp://fatosnoticiasonline.com.br/wp-content/uploads/2014/09/Banner-site-curvas1.jpg


Tesouro enterrado há mais de 900 anos é descoberto na Inglaterra

Pote continha mais de cinco mil moedas de prata que, hoje, valem R$ 4 milhões
Tesouro

Sacos plásticos com as moedas de prata encontradas em Lenborough – Reprodução / Weekend Wanderers Detecting Club

O sonho de encontrar um tesouro perdido por anos se tornou realidade para um inglês na semana do Natal. Um recipiente de chumbo com cinco mil moedas de prata foi encontrado em uma área agrária na cidade de Lenborough, na Inglaterra. Os itens foram enterrados há mais de 900 anos e, hoje, têm valor de cerca de R$ 4,1 milhões, segundo especialistas.

As moedas foram cunhadas em diferentes reinados britânicos e achadas após um encontro de um clube de descobridores de relíquias. Os membros utilizam detectores de metais para procurar raridades, quase sempre sem qualquer sucesso.

— Todos sonham com um pote de ouro. A realidade é que você passa a maior parte do tempo escavando para achar lixo. Essa é a primeira vez em 23 anos de clube que vi algo valioso ser achado — afirmou Pete Welch, um dos fundadores do grupo, ao jornal inglês “The Independent”.

O sócio que encontrou o recipiente foi identificado somente como Paul.

Possível venda para museu: Uma perícia foi chamada para ver o material e classificar os itens. Dependendo da raridade do tesouro, um museu poderá comprá-lo, o que propiciaria a divisão do valor entre o o proprietário do terreno onde ele estava e quem o achou.

— Este é um dos maiores tesouros de moedas anglo-saxãs descobertos no Reino Unido. Quando forem devidamente identificadas e datadas, poderemos entender o motivo pelo qual foram enterradas — afirmou um porta-voz do Museu da Moeda em Aylesbury, que está envolvido no processo de identificação do material.

Welch contou que as peças estavam em excelentes condições :

— Estão como espelhos, sem arranhões. As moedas foram enterradas com muito cuidado em um recipiente de chumbo e colocadas bem no fundo. A impressão que se tem é que apenas duas pessoas lidaram com elas: quem enterrou e quem achou.

POR RAPHAEL KAPA (globo.com)

Rogerio Ramos
Sobre

Rogerio Ramos é Vice Presidente da AIERJ (Associação de Imprensa do Estado do Rio de Janeiro) e Diretor da Fator 3 Comunicação. "Sempre gostei de me comunicar e faço isso há muitos anos e de várias maneiras. Fazer com que as pessoas fiquem bem informadas é sempre um desafio para mim. Por isso criei o site Fatos Notícias On Line. E desejo que esse portal de informação e entretenimento alcance este objetivo". Contato: +55 (21) 96439-0928 Email: rogerio@fator3comunicacao.com.br

Comente

Required